Pular navegação

OH ABRE ALAS QUE ELAS SEMPRE VÃO PASSAR

12 Fev

Oito mulheres que carregam o samba em seu dna elegeram suas Brizzas para viver a emoção do carnaval de uma forma diferente!

Carnaval na alma e samba no pé! 101 anos de tradição não poderiam passar despercebidos. Em um ano onde os adereços ficaram guardados, a Arezzo traz uma homenagem para quem vive uma emoção de outros carnavais... Convidamos oito mulheres que carregam o samba em seu dna e através de sua força representam e inspiram milhares de mulheres ao seu redor. Conheça-as e descubra suas escolhas para este carnaval sem folia, mas com muita alegria!

EVELYN BASTOS

Evelyn Bastos, 27 anos, nascida e criada na Mangueira é rainha de bateria da escola e professora de educação física. Estudante de história e ativista social, ela afirma que “poder contar todo ano uma história vai ser sempre a nossa história”. 


TIA SURICA

Matriarca da Portela, Tia Surica, que com 80 anos ainda tem o samba no pé, confirma que Brizza é fundamental!

Alegre e confortável, é a escolha perfeita para viver as novas emoções de carnaval.


FLAVÍ GOMEZ

A passista da Unidos da Tijuca e empreendedora, diz que se unir a Brizza para homenagear os 101 anos de tradição é uma oportunidade mágica para representar tantas mulheres. 


YAGO MAPOUA

Com 27 anos, o destaque da Beija-Flor Yago afirma o sentimento que mora em nossos corações, o carnaval nunca vai ser esquecido!

E para não passar em branco, se jogou nas cores para comemorar de um jeito novo.


BELLINHA DELFIM

Passista da Viradouro, bailarina e professora de samba, a Bellinha Delfim ressignificou seu carnaval. Fisicamente longe dos sambódromos, se reinventou digitalmente e através de aulas onlines leva o samba até para o exterior!


GEÓRGIA CHAGAS

Com apenas 19 anos, Geórgia é passista do Tuiuti, professora de samba e auxiliar administrativa. Entre tantos acontecimentos, reforça sempre que o samba é o que a move!


BIANCA SALGUEIRO

Como já diz o nome, a personal trainer Bianca é musa do Salgueiro. Ela relata que se emociona em fazer parte dessa homenagem e representar tantos profissionais do carnaval!


GRAZZI BRASIL

Grazzi Brasil, 33 anos, cantora e intérprete da São Clemente diz que a música salva. Mesmo longe das grandes festas, continua encontrando na música sua alegria e motivação!



você também vai gostar